>

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Ossada encontrada em Piraju pode ser de idoso desaparecido em março

Polícia aguarda laudo do Instituto Médico Legal; delegado acredita em morte natural

Uma ossada humana foi encontrada nas imediações da Casa Apoio Vida Nova, localizada na Rua Franz Buchler, Vila Maria. O caso foi registrado pela Polícia Civil na última sexta-feira, 28. Segundo informações, os ossos não estavam enterrados.

De acordo com o delegado Antonio Carlos Correa, o esqueleto foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML) de Avaré. “Nós solicitamos aos peritos que tentem esclarecer a causa da morte, mas provavelmente trata-se de morte natural. Pedimos alguns exames de praxe pra constatar se houve alguma violência”, diz.

Ainda segundo ele, não está descartada a realização exame genético com os familiares de Júlio Antonio Graciano, 65, desaparecido no dia 23 de março desse ano. O idoso residia na Vila Nova América, porém costumava frequentar a Casa Apoio. 

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Fundo Social de Solidariedade participa de encontro com Lu Alckmin

Município fará a prestação de contas dos convênios firmados com o governo paulista

A primeira-dama do Estado de São Paulo, Lu Alckmin, estará em Taquarituba nesta terça-feira, 1º. Na oportunidade, ela participará de um encontro com as presidentes dos Fundos Sociais de Solidariedade de 25 municípios.

Primeira-dama do Estado de São Paulo, Lu Alckmin

A presidente da entidade de Piraju, Sabrina Damato, estará presente no evento. Segundo ela, todos os trabalhos desenvolvidos pelo Fundo Social – principalmente aqueles que são oriundos de convênio com o governo paulista – serão apresentados no encontro.

Sabrina aproveitará a visita da primeira-dama para reforçar alguns pedidos do município, como a implantação de uma praça do idoso e aquisição de equipamentos para montagem de uma cozinha semi-industrial.

domingo, 30 de agosto de 2015

Polícia Militar apreende moto na Codespaulo

Documentação do veículo estava irregular; condutor não tinha habilitação

Na manhã deste domingo, 30, um oficial da Polícia Militar flagrou dois indivíduos em atitude suspeita na Rua Jonas Ramos Vilas Boas, Codespaulo. De acordo com informações, os homens estavam numa moto sem placa.

A viatura foi até o local e constatou que o veículo não tinha licenciamento. Além dessa irregularidade, a PM descobriu que o condutor não tinha autorização para dirigir. A moto foi apreendida e encaminhada para o pátio permissionário do DETRAN.

VIOLÊNCIA

Uma dona de casa foi esfaqueada pelo próprio companheiro no Loteamento Doretto. O crime aconteceu na residência do casal. Segundo a polícia, a vítima registrou a violência na Polícia Civil, porém, ao retornar para a casa, encontrou novamente o marido.

Temendo uma nova agressão, ela entrou em contato com a Polícia Militar, que conduziu o casal até a delegacia. Os dois foram ouvidos e liberados.

Entidade procura a polícia depois de receber nota falsa

Segundo o Código Penal, a pena para falsificação é de 3 a 12 anos de prisão

A diretoria da Associação Protetora dos Animais de Piraju (APRAPI) procurou a Polícia Civil para entregar uma nota falsa de R$ 100,00. Segundo informações, a nota apareceu nos caixas da entidade por ocasião de um evento beneficente realizado no dia 16 desse mês, no Clube 9 de Julho.

FOTO: Expresso Piraju

Nesse dia, mais de 150 pessoas estavam no evento. Devido à semelhança com a cédula verdadeira, os voluntários não suspeitaram da nota. A descoberta só aconteceu dias depois, quando a entidade efetuou o pagamento de uma dívida numas das clínicas veterinárias que dão suporte aos associados.

De acordo com um dos voluntários, não há nenhuma pista de quem tenha dado a nota. “Havia muita gente no dia do nosso evento. Jamais iríamos desconfiar do público que participa das nossas ações. Daqui pra frente, infelizmente, vamos ficar mais atentos”, diz.

Segundo o Banco Central, a falsificação é crime previsto pelo artigo 289 do Código Penal, com pena prevista de 3 a 12 anos de prisão. Quem tentar colocar uma cédula falsa em circulação depois de tomar conhecimento de sua falsidade, mesmo que a tenha recebido de boa fé, poder ser condenado a uma pena de 6 meses a 2 anos de detenção.

sábado, 29 de agosto de 2015

Sindicato confirma: funcionários da CPFL Santa Cruz entrarão em greve

Paralisação durará apenas um dia; entidade não concorda com a PLR 2015

Os funcionários da CPFL Santa Cruz decidiram, em assembleia geral, entrar em greve por 24 horas na próxima segunda-feira, 31. De acordo com Sindicato dos Trabalhadores Eletricitários, a categoria decidiu cruzar os prazos por não concordar com a PLR 2015 (Participação nos Lucros e Resultados) oferecida pela empresa.

André Paladino, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Eletricitários 

Segundo o site do sindicato, André Paladino, os funcionários “reivindicam a proporcionalidade no atingimento das metas, mudando dos atuais 90% para 70%”. “[...] os trabalhadores concordem em receber menos, mas não aceitamos perder a PLR.” No entendimento da categoria, a proposta da concessionária compromete as negociações da PLR no futuro.

Consta ainda na página da entidade que, durante a greve, os serviços emergenciais serão mantidos pelos funcionários. A paralisação está prevista para ocorrer em todos os municípios atendidos pela empresa.

“Esse é um ato lícito. O trabalhador apenas está atrás dos seus direitos, até porque as empresas estão tendo lucros exorbitantes, basta ver o valor que está a tarifa da energia. Colocar metas que não factíveis de atendimento é brincar com o trabalhador”, diz Paladino em entrevista à rádio Eduvale FM.

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Prefeitura já reservou mais de R$ 1 milhão para comprar medicamentos

De janeiro até hoje, o município gastou R$ 665 mil; repasses continuam aquém do necessário

Na sessão dessa semana da Câmara, o vereador Brandini do Gás (PSD) recebeu resposta da prefeitura sobre o dispensário municipal, repartição do Departamento de Saúde responsável pela entrega de medicamentos aos pacientes atendidos pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

No detalhe, os guichês do dispensário municipal (FOTO: Expresso Piraju)

As informações foram prestadas pelo diretor do Departamento de Orçamento, Finança e Planejamento (DOFIN), Fernando de Aquino. Segundo ele, de janeiro até o mês em curso, o município já gastou R$ 665 mil com remédios. Os empenhos que ainda serão pagos somam R$ 390 mil.

De acordo com informações, os valores abrangem a aquisição de medicamentos de alto custo e mandados judiciais. Estes, vale frisar, estão gerando um custo superior a R$ 50 mil aos cofres públicos todos os meses.

Questionado sobre os repasses dos governos federal e estadual para aquisição de medicamentos, o diretor informa que, juntos, os recursos somam R$ 135 mil. “O valor é muito baixo diante da nossa necessidade. A demanda nunca diminui, só aumenta. Isso dificulta o trabalho. Nós estamos fazendo o possível para atender a população a contento”, diz a diretora do Departamento de Saúde (DESAU), Cristiana Tonini.

Por mês, mais de 9 mil pessoas procuram o dispensário municipal. O número corresponde a um terço da população do município. 

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Chuva adia liberação de trecho da Carlos de Campos

Mau tempo atingiu em cheio as expectativas da prefeitura

Conforme divulgado pelo Expresso Piraju, a desinterdição da Rua Carlos de Campos estava prevista para ocorrer na manhã de hoje. O mau tempo, porém, comprometeu o anúncio feito pela diretora do Departamento de Engenharia (DEENG), Flávia Barcala.

Segundo a responsável pela pasta, os trabalhos de liberação do trecho compreendido entre as Ruas 7 de Setembro e João Domingues do Val serão iniciados assim que passar o período de chuvas. De acordo com a administração, a via permanecerá aberta até a remoção das lajotas, fase que precede as obras de recapeamento asfáltico.

A liberação do trecho motivou um protesto na última quinta-feira, 20 (foto). Dezenas de comerciantes se reuniram no local para reclamar dos transtornos decorrentes da obra. Segundo eles, as vendas diminuíram, uma vez que os consumidores passaram a ter mais dificuldades para acessar as lojas.

FOTO: Expresso Piraju