sábado, 1 de novembro de 2014

AMPAVA oferece vagas para Piraju e Avaré

Inscrições ainda podem ser feitas; avaliação está marcada para o dia 30 de novembro

Continua aberto até o dia 9 de novembro o período de inscrição para o concurso público do Consórcio Intermunicipal do Vale do Paranapanema (AMVAPA). Ao todo, 12 vagas estão sendo oferecidas. As inscrições devem ser feitas apenas pela internet (clique aqui).

Os cargos oferecidos são os seguintes: médico regulador (cinco vagas), médico intervencionista (cinco vagas), escriturário (uma vaga) e agente administrativo (uma vaga). Os salários variam de R$ 1.200,00 a R$ 9.700,00. Também varia a jornada de trabalho: de 24 a 40 horas semanais.

Ainda de acordo com o edital, a prova será realizada no dia 30 de novembro, a partir das 9h. O local da avaliação ainda não divulgado.

Os contratados para ocupar a função de médico trabalharão em Avaré, enquanto que os admitidos nos cargos de escriturário e agente administrativo atuarão na sede do consórcio, que fica na Av. Humberto Martignoni, 1.285, em Piraju.

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Morador do Bairro Eldorado é condenado a mais de dez anos de prisão

Em janeiro do ano passado, ele tentou matar a enteada

O fórum de Piraju sediou ontem, 30, o julgamento de Natalino Almeida Leite, 33. No dia 29 de janeiro de 2013, ele tentou matar a própria enteada com golpes de faca e tijolo. Sulamita Cristina Souza, 26, foi socorrida por vizinhos, que conseguiram afugentar o agressor.

ARGUMENTO - A defesa ainda tentou convencer o júri alegando que o réu (foto) não
possui pleno domínio das faculdades intelectuais

O crime aconteceu na Rua Antonio Benedito do Nascimento, Bairro Eldorado. Os dois moravam na mesma rua, porém em casas distintas. De acordo com o que foi apurado, no dia do crime, a energia elétrica da casa de Natalino foi suspensa por falta de pagamento. Indignado, ele procurou Sulamita, “acusando-a de ser a responsável pelos seus problemas, tendo proferido diversas ofensas contra a vítima, que estava em sua casa”.

Ainda segundo as investigações, o padrasto agrediu a vítima com uma tapa no rosto e depois a jogou no chão. Logo na sequência, ele foi até sua casa, pegou uma faca e voltou até o endereço da enteada. “[...] após confirmar que a vítima havia chamado a polícia, sacou de forma inesperada a faca que estava na parte de trás de sua cintura e passou a desferir diversos golpes de faca contra a vítima”.

Intencionado a matar a enteada, ele “[...] foi até uma pilha de tijolos, tendo atirado diversos tijolos na ofendida, vindo a atingi-la em diversas partes do corpo, inclusive na cabeça, nuca e face”. As agressões imprimiram várias lesões na vítima.

O homicídio só não foi concretizado graças à intervenção de vizinhos. Depois das agressões, Natalino fugiu. Ele foi encontrado no mesmo dia pela Polícia Militar.

Preso há mais de um ano e meio, o padrasto foi condenado a dez anos e seis meses de prisão em regime fechado por tentativa de homicídio triplamente qualificado (motivo fútil, emprego de meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima). Depois do julgamento, ele retornou ao Centro de Detenção Provisória de Cerqueira César.

A defesa ainda não sabe se recorrerá da sentença.

Apesar do trauma, Sulamita conseguiu superar as lesões. Ela atualmente reside e trabalha em outro município.

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Morador da Cantizani morre em acidente de trânsito

Vítima estava conduzindo uma moto; duas pessoas ficaram feridas

Um homem de 46 anos, residente na Vila Cantizani, morreu por volta das 20h30 de ontem, 29, na Rodovia Eng. Tomaz Magalhães (SP-287), que interliga os municípios de Piraju a Sarutaiá.

Ronaldo Augusto dos Reis estava conduzindo uma moto quando, por motivos ainda desconhecidos, atingiu frontalmente um veículo Gol. Ronaldo não resistiu aos ferimentos e faleceu. Já os dois passageiros do automóvel, ambos residentes em Timburi, apresentaram ferimentos leves.

De acordo com a Polícia Rodoviária, a pista não ficou interditada.

O sepultamento do motociclista está marcado para ocorrer às 16h desta quinta-feira, 30, no Cemitério Municipal Pe. Luiz Menezes Bueno. 

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Viação Piraju contestará indenização de R$ 20 mil

Valor foi arbitrado em ação referente à linha cidade-ponte de Cerqueira

A Viação Piraju, empresa que detém a concessão do transporte circular na cidade de Piraju, irá recorrer do pagamento de indenização por danos morais pleiteado pela promotora Janine Rodrigues de Souza Baldomero (foto), responsável pela ação que resultou no fim da cobrança pelo transporte de idosos com mais de 65 anos na linha cidade-ponte de Cerqueira César. O valor arbitrado é de R$ 20 mil.

Em entrevista à TV Tem, a promotora disse que, nesse caso,
a tese do fretamento viola o direito constitucional que
garante ao idoso transporte público gratuito (FOTO: TV Tem)
Baldomero instaurou a ação após o Ministério Público ser provocado de um usuário da linha. O processo foi acolhido pela juíza Marcela Dias de Abreu Pinto Coelho, que deferiu liminar favorável ao pedido do MP. Em caso de descumprimento, a concessionária será obriga a pagar R$ 500,00 por passageiro que não tiver acesso à isenção.

De acordo com a gerente de comunicação da empresa, Andressa Carrasco, a contestação do pagamento será feita com base no argumento de que a linha conta com poucos usuários. “A linha até então não cumpria essa parte dos 65 anos, pois é uma linha muito defasada. É uma linha com muito pouco fluxo de passageiros. A gente não parou ainda por causa dessas pessoas que precisam realmente”, diz.

Também será contestada a informação de que a empresa teria dito no decorrer da ação que a gratuidade do transporte não poderia ser oferecida pelo fato de a linha se enquadrar na modalidade fretamento. Essa suposta alegação da concessionária está no site do Ministério Público do Estado de São Paulo.

Segundo Carrasco, a informação não procede. “Por termos um contrato com a prefeitura, não tem como ser um serviço de fretamento. É uma linha pública que recebe por passageiro. Queremos saber quem publicou isso.”

Ainda de acordo com a gerente, após a publicação da liminar, a gratuidade foi estendida a pessoas a partir de 60 anos e também a todos os usuários da linha que abrange a ponte Taquari.

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Comando da PM faz avaliação positiva das eleições

Nenhum crime relacionado ao pleito foi registrado pela polícia

Na área de atendimento da 2ª Cia. do 53º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPMI), composta pelos municípios de Águas de Santa Bárbara, Cerqueira César, Iaras, Manduri, Piraju, Sarutaiá e Tejupá, o segundo turno das eleições presidenciais foi tranquilo. A afirmação é do capitão Marcelo José Messias.

Momento em que as urnas são entregues no Cartório Eleitoral, cuja sede fica em Piraju;
segundo a polícia, nenhum crime foi registrado no último domingo (FOTO: Expresso Piraju)

Segundo ele, o comportamento dos eleitores não exigiu qualquer tipo de intervenção da polícia. “A comunidade ajudou muito a gente de novo. Em toda a nossa região, o cidadão usou o direito à democracia de uma forma exemplar”, diz. Nem mesmo casos relacionados a pessoas alcoolizadas, como aconteceram no primeiro turno, foram registrados.

Após o encerramento da votação, as 125 urnas eletrônicas utilizadas nos municípios de Manduri, Óleo, Piraju, Sarutaiá, Tejupá e Timburi foram encaminhadas ao Cartório Eleitoral. A entrega foi acompanhada de perto pela polícia. Segundo informações, nenhum equipamento apresentou problemas.

domingo, 26 de outubro de 2014

Denúncia encaminhada à polícia termina com apreensão de veículo em espaço público

Polícia constatou que automóvel estava com som acima do tolerado

Uma denúncia anônima levou a Polícia Militar até o Centro de Exposições Pref. Cláudio Dardes (FECAPI). No local, a polícia constatou que um veículo Gol estava promovendo perturbação de sossego. O caso aconteceu na madrugada deste domingo, 26. Segundo informações, o som do veículo estava acima do tolerado.

O condutor, que reside no Parque das Abelhas, em Manduri, disse à polícia que não sabia da irregularidade. “Eu estava com o som do carro ligado porque vi outros carros que também estavam ligados e achei que não tinha problemas ligar o som naquele local”, conta. O veículo foi apreendido.

De acordo com a PM, as autuações previstas na legislação não foram feitas devido à falta do decibelímetro. Segundo informações, o aparelho está passando por aferição.